Dia Internacional da Mulher: mulheres incríveis!

8.3.16 ∙ , , , , , ,

Hoje é um dia muito importante, é o Dia Internacional da Mulher. As mulheres nunca conseguiram tanto destaque como têm recebido, tanto que 2015 foi considerado o ano delas, por causa da luta em busca de igualdade de salários, em busca de respeito, de independência e daqueles direitos que deveriam ser básicos e óbvios para todas nós. Ainda há muito caminho a ser percorrido, mas não é motivo para desistir.

Inspirada nesta data, selecionei algumas mulheres que são referências em moda, cinema, literatura, fotografia e arte, provando que lugar de mulher é onde ela quiser e que sexo não deveria ser critério para medir competência.

Na linha superior, da esquerda para direita, temos:
1. Anna Muylaert: diretora e roteirista de cinema e televisão. Foi a diretora do filme "Que Horas Ela Volta?", que gerou grande repercussão positiva e ganhou prêmios em festivais como o Festival de Sundance, Berlim, Amsterdã, Moscou, Lima e Brasil. 
2. Sofia Coppola: diretora dos filmes "As Virgens Suicidas", "Maria Antonieta", "Encontros e Desencontros", "Bling Ring", "Um Lugar Qualquer", Sofia doa toda sua delicadeza aos filmes que dirige.  
3. Iris Apfel: ícone de estilo e moda, a designer de interiores ganhou espaço no mundo da moda e colocou em questão o envelhecimento nesta área, que promove a juventude eterna o tempo todo. Ela mostrou que ser jovem não é questão de idade e que a irreverência faz parte da sua personalidade e do seu estilo único, over e original ao longo dos seus 94 anos super bem vividos!
4. Tomie Ohtake: a "dama das artes plásticas brasileira". Os olhos não negam, realmente ela nasceu em Quioto, no Japão, mas foi naturalizada brasileira, país onde decidiu morar em 1936. Morreu no ano passado, em São Paulo, com 101 anos. Ela é adepta do abstracionismo informal e sua obra é voltada para gravuras, esculturas e pinturas. Hoje em dia seu Instituto Tomie Ohtake é dirigido pelo seu filho, o arquiteto Ruy Ohtake. 
Fachada do Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. (Imagem: Time Out)
5. Yayoi Kusuma: artista plástica e escritora japonesa, sua marca é obsessão por bolas e pontos, como ela consegue expressar em seus trabalhos, que misturam colagens, pinturas, esculturas, e instalações. Sua exposição "Filled With the Brilliance of Life", traduzida como "Obsessão Infinita", chegou em São Paulo em 2011 e foi um sucesso.

Exposição "Obsessão Infinita", de Yayoi Kusuma (Imagem: M de Mulher)
6. Zaha Hadid: é uma arquiteta nascida em Bagdá, no Iraque. Ela foi a primeira mulher a ganhar um Prêmio Pritzker de Arquitetura, uma espécie de Nobel da Arquitetura, pelo conjunto de suas obras, sendo elas Centro Rosenthal de Arte Contemporânea, nos EUA (1998), Vitra Fire Station, na Alemanha (1993), por exemplo.
7. Victoria Beckham: além de ter sido fã de Victoria na época da maior girl band do mundo, a Spice Girls, Victoria conseguiu criar uma carreira de designer no mundo da moda admirável. Vegetariana e defensora dos animais, ela repudia o uso de qualquer tipo de pele em suas coleções. Sua marca é presença certa nos desfiles da Semana de Moda de Nova Iorque. Ao contrário do que muitos dizem, ela não é famosa por causa do famoso marido ex-jogador, pelo contrário, ela já era a Posh Spice quando começou a namorá-lo, enquanto ele era um jogador desconhecido que estava no começo da carreira.
8. Ana Cristina César: será a autora homenageada do Festival de Literatura de Paraty (FLIP) deste ano. Poetisa e tradutora carioca, Ana Cristina tem seu nome fortemente associado ao movimento da Poesia Marginal.
9. Annie Leibovitz: uma das principais fotógrafas do mundo, ela já fez registros para revistas como Vogue, Vanity Fair e Rolling Stone, onde foi chefe de fotografia até 1983. 
10. Viola Davis: foi a primeira atriz negra a ganhar um Emmy (2015) na categoria Melhor Atriz de Drama. Ela levou o prêmio pela sua atuação na série "How to Get Away With Murder". Na ocasião, Viola fez um discurso emocionante sobre a participação da mulher negra no cinema. Ela já havia sido indicada a Melhor Atriz no Globo de Ouro e Oscar pelo filme "Histórias Cruzadas".
11. Taylor Swift: foi a primeira mulher a vencer duas vezes na Categoria Álbum do Ano na história do Grammy. Além deste acontecimento, Taylor ficou em evidência ao elaborar uma carta aberta contra a Apple, que queria oferecer três meses de streaming de música de graça, fazendo com que os músicos não recebessem nada por isso. Diante da repercussão negativa que a empresa recebeu, a Apple voltou atrás e decidiu pagar os músicos durante esse período. 
12. Emma Watson: além de grande atriz, Emma tem recebido destaque por seus discursos como Embaixadora da Boa Vontade da ONU para Mulheres. Ela é engajada na campanha HeForShe, que luta pela igualdade civil entre gêneros.
Falando nisso, encerro este post com o incrível discurso dela na campanha #HeForShe, pela ONU Mulheres:


0 comentários:

Postar um comentário